Casais sorodiscordantes podem ter filhos?

Dr. Carlyson Pimentel Moschen
Casais sorodiscordantes podem ter filhos?
5 (100%) 2 votoss

Os casais sorodiscordantes, ou seja, casais em que um dos parceiros é portador de HIV, podem ter filhos, embora sejam necessários cuidados especiais. Essa é uma dúvida comum para a maioria das pessoas, especialmente para os que se encontram nessa condição. Em alguns casos, inclusive, é possível ter filhos de forma natural, desde que sejam seguidas à risca as recomendações médicas.

Caso a carga viral seja indetectável na corrente sanguínea e a patologia esteja controlada, seguindo todo o protocolo medicamentoso, esse casal pode ter relações sexuais sem proteção, pois o risco de transmissão da doença nessa condição é praticamente zero.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura do texto!

De que forma isso é possível?

Em alguns casos, há a possibilidade de um homem ou uma mulher soropositivos se relacionarem com pessoas que não são portadoras do vírus e, ainda assim, conseguirem gerar um filho saudável sem risco e sem contaminar o parceiro. Há casos em que a gestação foi alcançada sem que o parceiro ou o bebê fossem contaminados.

Há algumas estratégias que são utilizadas para isso:

Lavagem seminal

Nessa técnica, são feitas a centrifugação e a filtração do sêmen e assim é possível separar os espermatozoides que não estão contaminados do restante do líquido seminal. Nesse caso, eles podem ser usados em procedimentos de reprodução assistida, como a fertilização in vitro (FIV). O líquido seminal é enviado para o laboratório de andrologia e só são utilizadas as células masculinas que não tenham o vírus do HIV.

Controle da carga viral

Para os casos em que a mulher é soropositiva, é necessário que se faça o controle constante da carga viral. Isso não é necessário apenas para que não haja contaminação do parceiro e do embrião, mas também para que os riscos e complicações da gestação sejam minimizados.

Por sua vez, após a relação sexual, o homem precisa tomar os antirretrovirais para evitar que seja contaminado pelo vírus e seguir todas as orientações médicas.

É importante destacar que não é qualquer casal que pode fazer isso. É necessário passar por uma série de exames e ter acompanhamento especializado durante todo o processo para que não haja riscos de contaminação.

Quais os outros cuidados que os casais sorodiscordantes devem ter?

Tratamento para HIV

Ainda que o sistema imune da gestante esteja em bom funcionamento, o controle com os antirretrovirais deve ser feito. É uma forma de evitar a contaminação vertical, ou seja, da mãe para o bebê. Quando a mulher é soropositiva, mas não é possível identificar qual a carga viral em virtude de ela ser extremamente baixa, há menos de 1% de chance de transmissão para o embrião.

Genotipagem pré-tratamento

Há muitos pacientes nos quais o vírus se tornou resistente aos retrovirais e isso pode ser um grande problema para os casais sorodiscordantes que querem ter filhos. Nesse caso, é preciso realizar a genotipagem, um exame que consegue identificar quando esses pacientes são resistentes. A partir disso, é possível mudar o tipo de tratamento.

Um ponto crucial para qualquer gestante, em especial para as mulheres que possuem o vírus do HIV, é realizar o acompanhamento pré-natal. Dessa forma, fica mais fácil seguir com a gestação de maneira mais segura tanto para o bebê quanto para a mãe. Assim, casais sorodiscordantes podem ter filhos sem que necessariamente transmitam o vírus.

E você? Já conhecia esses métodos para esses casais? Deixe o seu comentário!

Deixe um comentário

  Se inscrever  
Notificação de
Gravidez na menopausa
Gravidez na menopausa

Gravidez na menopausa5 (100%) 1 votos A menopausa ocorre quando os ovários cessam a ovulação, havendo o desequilíbrio hormonal, e a mulher passa a não menstruar mais. Esse processo pode ocorrer entre os 45  e os 55 anos de idade, validando assim o final do […]

Continue lendo...

Agende sua consulta online

Agendar agora

+55 (27) 3200-4818

+55 (27) 3299-0510

+55 (27) 98884-4818

@unifert

@clinica_unifert


Rua Dr. Freitas Lima, 100 – Centro de Vila Velha, Vila Velha – ES