Cuidados antes a após a inseminação artificial

admin Cuidados antes a após a inseminação artificial

A Inseminação Artificial (IA) ou Inseminação Intrauterina (IIU) é uma opção para casais que buscam um tratamento de menor custo e de baixa complexidade. Esse processo consiste em inserir o sêmen preparado, com ajuda de um especialista, na cavidade uterina da mulher, que também foi previamente preparada, para que ocorra a fecundação. 

Cada caso deve ser analisado individualmente, com exames e acompanhamento médico, por isso é importante observar quais são os fatores da infertilidade. Mas de modo geral a Inseminação Artificial (IA) é indicada em casos de:

Após todos os exames e a decisão do melhor tratamento para o casal, a preparação se inicia com a estimulação ovariana com hormônio (FSH). Antes da aplicação do medicamento, a mulher deve estar com o peso correto, exames e vacinas em dia e sem consumir drogas (álcool, cigarro e outros). O médico especialista acompanha o processo de desenvolvimento dos folículos através de ultrassonografias. Assim que atingir o tamanho de 18mm, a paciente recebe medicação (hCG) para indução da ovulação.  

O sêmen precisa ser coletado no dia da inseminação, que ocorrerá em até 36 horas após a mulher receber a medicação (hCG) para maturação e rompimento dos óvulos. É importante que o homem esteja em abstinência sexual por até cinco dias antes da coleta e evite calor excessivo na região genital, assim como não consumir álcool, cigarro ou outros tipos de drogas. Em laboratório, o embriologista faz a análise dos melhores espermatozoides. Com o corpo feminino preparado, o profissional insere na cavidade uterina, através de um cateter, apenas os espermatozoides previamente selecionados.

Após o procedimento, que pode levar até uma hora, apesar da mulher não precisar de nenhum cuidado especial, é indicado que ela permaneça deitada, para facilitar o  encontro do espermatozoide com o óvulo. É necessário sempre a suplementação de ácido fólico, juntamente com uma dieta balanceada. Evitar longos períodos sentada ou de pé e não ter relações sexuais por 2 semanas. 

Algumas complicações como sangramentos, devem ser comunicados imediatamente ao médico responsável. Também pode ocorrer aborto espontâneo, gravidez ectópica, gestação múltipla e SHO (Síndrome da Hiperestimulação do Ovário). Este último ocorre quando existe uma produção maior de estradiol, o que pode aumentar as chances de complicações na gravidez. Apesar de intercorrências serem incomuns depois da Inseminação Artificial (IA) é importante manter-se sempre atenta para, se necessário, traçar as estratégias de tratamento assim que surgir qualquer sintoma. 

Em 14 dias, o teste poderá ser realizado, para constatação se o procedimento resultou na gravidez.

Deixe um comentário

  Se inscrever  
Notificação de
Transferir embrião D3 ou Blasto?
Transferir embrião D3 ou Blasto?

Como você sabe, nós da Unifert, estamos sempre empenhados em trazer o máximo possível de informação para o seu dia a dia, tirando dúvidas frequentes e criando conteúdos que possam te ajudar durante a pesquisa sobre o processo de reprodução assistida. Por isso, frequentemente contamos […]

Continue lendo...

Agende sua consulta online

Agendar agora

+55 (27) 3200-4818

+55 (27) 98884-4818

@unifert

@clinica_unifert


Rua Dr. Freitas Lima, 100 – Centro de Vila Velha, Vila Velha – ES