Entenda como é o processo de doação de embriões no Brasil

Dr. Carlyson Pimentel Moschen

A doação de embriões é uma alternativa para casais em que a mulher ou o homem (ou ambos) seja infértil e também para pessoas que desejam ter um filho de forma independente.

No entanto, apesar da regulamentação e do crescimento da demanda para a realização do procedimento, o ato de doar e receber embriões ainda desperta muitas dúvidas e falta conhecimento sobre o assunto.

Por isso, neste artigo, explicamos melhor de que maneira é feita a doação de embriões no Brasil, o que estabelece o Conselho Federal de Medicina (CFM) e também como iniciar o processo. Se você quer saber mais sobre esse assunto, continue a leitura do post!

O que a resolução diz?

A Resolução CFM nº 2.168/2017 estabelece algumas normas para a doação de embriões no Brasil. As principais recomendações são:

De que forma é feita a doação de embriões?

Em procedimentos de reprodução humana, como a fertilização in vitro (FIV), é feita a fecundação de mais óvulos devido ao estímulo ovariano a fim de obtenção de embriões para posterior transferência embrionária. Quando o casal passa por um procedimento bem-sucedido logo no início, se houver embriões excedentes, estes permanecem criopreservados.

A Resolução CFM nº 2.168 do CFM prevê, entre outros pontos, que os embriões não podem ser descartados antes de 3 anos de sua fecundação. Desse modo, devem permanecer criopreservados. Uma alternativa para aqueles casais que não desejam mais manter os embriões criopreservados é realizar a doação para pessoas que, por motivos de saúde ou pela configuração familiar, optam por receber um embrião.

Porém, é importante ressaltar que existe a idade limite para a doação dos embriões baseado na idade do casal que se submeteu ao procedimento de FIV. A idade limite para a mulher é de 35 anos, enquanto a idade limite para os homens é de 50 anos. Dessa forma, apenas casais que estiverem dentro dessa idade quando realizaram o procedimento de FIV é que podem doar seus embriões.

Como iniciar o processo?

Caso o casal queira doar embriões resultantes do processo de FIV, é preciso manifestar seu interesse à clínica e estar ciente das normas propostas pelo CFM. Deverá passar pela avaliação de uma equipe multidisciplinar e, estando apto e concordando, deverá preencher a documentação para que esta doação ocorra.

Já a pessoa ou casal que deseja receber embriões doados e iniciar uma nova família deve conversar com um médico especialista em reprodução humana para entender melhor as condições do procedimento e escolher uma clínica especializada que lhe ofereça segurança. Há uma lista na qual esses casais deverão realizar o cadastro e aguardar a disponibilidade de embriões doados.

A doação de embriões pode ser uma opção válida para quem tem o sonho de ter um filho, mas que por algum motivo não consegue. Contudo, ela deve ser feita de forma responsável, segura e com auxílio de profissionais especializados.

Caso queira saber mais sobre este assunto, entre em contato conosco e tire suas dúvidas sobre reprodução humana.

Deixe um comentário

  Se inscrever  
Notificação de
Preservação da Fertilidade em Pacientes Oncológicos
Preservação da Fertilidade em Pacientes Oncológicos

Ser diagnosticado com câncer, pode ser uma das experiências mais difíceis que passamos na vida. E após receber essa notícia, nossa prioridade deve ser tratar o problema. Entretanto, apesar do medo inicial, também podemos enxergar esperança na eficácia, cada vez maior, dos resultados dos tratamentos […]

Continue lendo...

Agende sua consulta online

Agendar agora

+55 (27) 3200-4818

+55 (27) 98884-4818

@unifert

@clinica_unifert


Rua Dr. Freitas Lima, 100 – Centro de Vila Velha, Vila Velha – ES