Esterilidade e infertilidade: saiba a diferença

admin Esterilidade e infertilidade: saiba a diferença
Esterilidade e infertilidade: saiba a diferença
Avalie essa postagem!

Quando o casal está tentando engravidar e não encontra sucesso, é necessário buscar ajuda de uma clínica especializada para realização de todos os exames e averiguar os motivos que são dificultadores da gravidez natural. 

Para homens podem ser feitos exames hormonais, de sorologia, infecciosos, genéticos, espermograma, teste de fragmentação de DNA espermático e ultrassonografia da bolsa testicular. Nas mulheres podem ser feitos exames hormonais, sorologias, infecciosos, genéticos, de trombofilia, contagem de folículos antrais, ultrassonografia pélvica transvaginal, histerossalpingografia e histeroscopia.

Desta forma é possível identificar se o casal é estéril ou infértil e quais serão os tratamentos específicos para cada um dos casos. A esterilidade na mulher e/ou seu parceiro(a) significa que eles são incapazes de engravidar, já quando há a existência da infertilidade é quando o casal tem dificuldade em gerar filhos.

No contexto de esterilidade existe a possibilidade da adoção de óvulos, esperma ou embriões, combinados com processo de fertilização in vitro (FIV). Os materiais são doados sem compensação financeira e de forma anônima, ou seja, um ato que ajuda outras pessoas a realizarem o sonho de constituir uma família. Esse material é coletado, analisado, selecionado e as melhores amostras são criopreservadas. Após esse processo, haverá então a preparação da paciente para transferência do embrião em um ciclo de preparo do endométrio. Dessa forma é possível haver a gravidez, utilizando de métodos da medicina reprodutiva.

Caso os exames apontem infertilidade, o médico traçará a melhor abordagem de tratamento. Podendo ser a estimulação ovariana com coito programado, que é uma solução mais simples e barata que a fertilização in vitro. No coito programado os medicamentos, por via oral (clomifeno) ou injeções (gonadotrofinas), são administrados dependendo da idade, número de folículos e outros fatores. Após a estimulação é feita a programação do coito, de acordo com a ovulação da tentante.

Outro método que poderá ser utilizado em caso de infertilidade é a inseminação artificial (IA), que consiste na injeção de esperma previamente separado e analisados, após a ovulação da paciente. A aplicação é feita no útero através de cateter administrado por um profissional especialista. A mulher também se prepara previamente utilizando medicamentos (via oral ou subcutâneos) para estimulação ovariana.

Outra alternativa, em caso de infertilidade, é a fertilização in vitro (FIV). Essa técnica consiste em coletar, analisar e selecionar os melhores óvulos e espermas para, após exames, preparar o embrião em laboratório e transferi-lo para o útero.

É importante lembrar que o ideal é buscar ajuda profissional para realização dos exames e identificar os melhores tratamentos para cada caso.

Deixe um comentário

  Se inscrever  
Notificação de
Congelamento de óvulos
Congelamento de óvulos

Congelamento de óvulosAvalie essa postagem! Com o passar dos anos e o aumento da idade que a mulher decide engravidar, é comum também crescer os riscos de infertilidade e aborto espontâneo durante a gravidez. Porém, muitas mulheres preferem postergar a hora de engravidar, seja por […]

Continue lendo...

Agende sua consulta online

Agendar agora

+55 (27) 3200-4818

+55 (27) 98884-4818

@unifert

@clinica_unifert


Rua Dr. Freitas Lima, 100 – Centro de Vila Velha, Vila Velha – ES