Orquite

Orquite
Orquite
Avalie essa postagem!

A orquite é uma doença que se caracteriza pela inflamação crônica ou aguda de um ou de ambos os testículos, e é denominada orquiepididimite quando atinge também o epidídimo, ducto que armazena as células espermáticas produzidas pelo testículo e que termina nos ductos deferentes. Os espermatozoides passam por esses ductos no percurso ejaculatório.

Causas

A orquite pode ser causada por vírus (da caxumba, influenza, coxsackie), bactérias (Escherichia coli), doenças sexualmente transmissíveis (gonorreia e clamídia) ou traumas locais (torção dos testículos). A orquite viral é a mais comum, principalmente a provocada pelo vírus da caxumba, doença que causa uma infecção nas glândulas parótidas, responsáveis pela produção de saliva. As parótidas ficam próximas às orelhas e o paciente sente muita dor na região. A infecção pode também se instalar nos testículos e afetar as células que produzem os espermatozoides, levando à infertilidade. As chances são altas, cerca de 50%, de se tornar infértil em decorrência da doença, portanto é importante procurar cuidados médicos assim que algum sintoma for observado. Uma forma de prevenção da orquite viral é a vacinação infantil.

Sintomas

A orquite crônica, geralmente, não apresenta sintomas. Já a orquite aguda pode provocar:

Diagnóstico

O diagnóstico depende do agente causador da doença. O exame físico identifica a doença, mas são necessários exames específicos para determinar as causas, como:

Esses exames conseguem determinar a origem da doença e auxiliar o médico na escolha do melhor tratamento.

Tratamentos

Cada tipo de orquite, viral ou bacteriana, requer um tratamento específico. No entanto, sempre estão recomendados repouso, inclusive abstinência sexual, anti-inflamatórios e compressas com gelo no local para aliviar a dor e reduzir o inchaço.

A orquite viral pode ser causada por alguns tipos de vírus. O tratamento é feito com analgésicos, anti-inflamatórios e antitérmicos. Nesse caso, é importante levantar a bolsa escrotal. Se identificada no início, a doença é controlada em poucos dias. Já a orquite bacteriana é tratada com antibióticos.

Se não for tratada, a orquite pode provocar a atrofia dos testículos, infertilidade, abscessos e outros problemas mais sérios, sendo necessária, em casos extremos, a intervenção cirúrgica para a extração do testículo afetado.

Procure um médico sempre que notar alguma alteração física que possa estar relacionada com a doença. O tratamento precoce pode evitar complicações mais sérias da doença.

0 Comentários

Os comentários estão fechados.

Última postagem do blog

Assine Nossa Newsletter

E receba gratuitamente conteúdos exclusivos diretamente em seu e-mail!

Agende sua consulta online

Agendar agora

+55 (27) 3200-4818

+55 (27) 3299-0510

+55 (27) 98884-4818

@unifert

@clinica_unifert


Rua Dr. Freitas Lima, 100 – Centro de Vila Velha, Vila Velha – ES