Relação Sexual Programada

Relação Sexual Programada
Relação Sexual Programada
Avalie essa postagem!

Uma parte dos casais tem dificuldade em conseguir uma gestação natural devido a algum problema de fertilidade no homem ou na mulher. Hoje, estima-se que os índices de infertilidade feminina sejam equivalentes aos de infertilidade masculina, diferentemente do que por muito tempo se pensou.

Se esse casal está há 12 meses tentando a gravidez sem utilizar nenhum contraceptivo e não está conseguindo alcançá-la, provavelmente há um quadro de infertilidade, que deve ser estudado e investigado para que o casal possa superar esse problema.

Antes de considerar a possibilidade de adotar métodos complexos de reprodução assistida, o médico deve esclarecer ao casal a respeito de todas as técnicas disponibilizadas pela medicina, da mais simples, que é a relação sexual programada, até a mais complexa, para auxiliar na busca pela gravidez.

O procedimento

A relação sexual programada ou coito programado requer, inicialmente, o cálculo do período fértil da mulher. As relações sexuais programadas deverão ser realizadas durante o período fértil, período do ciclo menstrual que compreende a ovulação, o mais propício para a fecundação do óvulo pelo espermatozoide.

Esse cálculo pode ser feito com precisão se o ciclo da mulher for regular, com cerca de 28 dias. Se o ciclo for irregular, a mulher pode fazer o teste de ovulação disponível em farmácia para identificar o melhor dia para manter as relações sexuais e potencializar as chances de gestação.  Porém, é importante identificar se a mulher está ovulando ou se há algum distúrbio ovulatório que dificulta o alcance da gravidez.

Nesses casos, o médico indica a estimulação ovariana, que consiste no crescimento de folículos com posterior indução da ovulação, por meio da administração de medicamentos prescrita pelo médico responsável.

O primeiro passo, no entanto, é fazer todos os exames no casal para verificar a presença de alguma alteração que necessite ser tratada antes de dar início a qualquer técnica de reprodução assistida.

Estimulação ovariana e indução da ovulação

A estimulação ovariana é um procedimento muito comum em reprodução assistida. Ela faz parte da fertilização in vitro (FIV), da inseminação artificial (IA) e da própria relação sexual programada, já que distúrbios ovulatórios estão presentes em muitas mulheres.

Após a verificação de exames e indicação da relação sexual programada como tratamento, o médico responsável pelo casal irá prescrever a medicação para estimular os ovários a produzirem o crescimento de mais de um folículo, diferente do que ocorre em um ciclo natural, no qual há o desenvolvimento de um a dois folículos. O procedimento de estímulo irá ocorrer pelo uso de hormônio específico, o foliculoestimulante (FSH). Durante o uso do FSH, é feito o acompanhamento da resposta da estimulação ovariana ao hormônio por ultrassonografia em série e dosagem hormonal por cerca de 10 a 12 dias.

Quando os folículos alcançarem tamanho ideal para maturação, o médico prescreve outro hormônio, o hCG, que é o responsável pela maturação oocitária e o que irá induzir a ovulação em si. Dessa forma, o casal é orientado a ter relações sexuais com maior frequência nesse período, pois existe um aumento exponencial da possibilidade de fecundação de algum óvulo pelo espermatozoide.

A etapa final é verificar se houve a gravidez 15 dias depois do período de relações sexuais programadas.

Importante ressaltar que esse método também é mais eficiente em mulheres abaixo de 35 anos, portanto tudo precisa ser planejado.

É indicado que essa técnica seja repetida por três ciclos. Caso o casal não obtenha sucesso com a gravidez, pode optar por outra técnica de reprodução.

0 Comentários

Os comentários estão fechados.

Última postagem do blog

Assine Nossa Newsletter

E receba gratuitamente conteúdos exclusivos diretamente em seu e-mail!

Agende sua consulta online

Agendar agora

+55 (27) 3200-4818

+55 (27) 98884-4818

@unifert

@clinica_unifert


Rua Dr. Freitas Lima, 100 – Centro de Vila Velha, Vila Velha – ES