Azoospermia

Azoospermia
Azoospermia
Avalie essa postagem!

A azoospermia é uma condição masculina que se caracteriza pela ausência de espermatozoides no ejaculado, o que impossibilita a fecundação do óvulo e, consequentemente, a gravidez. Essa deficiência não está necessariamente ligada a um distúrbio na produção dos espermatozoides. Em muitos homens, os gametas são produzidos, mas não se juntam ao sêmen durante a ejaculação.

Estima-se que cerca de 1% da população masculina tenha azoospermia, que é a causa mais comum de infertilidade masculina, sendo responsável por cerca de 20% dos casos. Uma vez que os homens não costumam fazer acompanhamento médico de rotina, o casal só descobre essa condição quando não consegue engravidar e procura auxílio médico.

Causas e tipos de azoospermia

Existem dois tipos de azoospermia: obstrutiva (excretoras) e não obstrutiva (secretoras). Isso significa que o homem pode apresentar problemas na produção dos espermatozoides, que caracteriza uma azoospermia secretora, condição mais difícil de ser tratada, ou problemas que obstruem a passagem do espermatozoide para que ele seja ejaculado com o sêmen, caracterizando a azoospermia excretora.

Ambas as condições provocam infertilidade, embora cada uma delas apresente causas diferentes. Da mesma forma, técnicas específicas podem ser utilizadas para promover a fertilidade masculina, de acordo com o tipo de azoospermia.

O espermograma é o principal exame para investigar alterações no sêmen, como a qualidade e a quantidade de espermatozoides, e diagnosticar a azoospermia. Os parâmetros de normalidade do sêmen são preconizados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Atualmente, a medicina oferece recursos para a investigação profunda das condições do sêmen, o que tem auxiliado muitos casais a conseguirem a gravidez.

Azoospermia obstrutiva (excretora)

A azoospermia obstrutiva consiste na obstrução dos canais pelos quais passam os espermatozoides para se unirem ao sêmen e serem ejaculados. Nessa condição, os gametas são produzidos nos testículos, mas por alguma razão a ejaculação dos gametas não acontece. As principais causas da azoospermia excretora são:

Quando a azoospermia é obstrutiva, existem alguns procedimentos que podem ser indicados para que os espermatozoides sejam coletados dos próprios testículos ou do epidídimo, que é o duto que liga os testículos ao duto deferente e armazena os espermatozoides. Os principais são:

Azoospermia não obstrutiva (secretora)

Já a azoospermia não obstrutiva consiste na deficiência da produção de espermatozoides. Nesses casos, que são mais preocupantes, nem sempre os procedimentos indicados para a azoospermia obstrutiva geram bons resultados. As principais causas da azoospermia secretora são:

O médico é o profissional capaz de avaliar o quadro do paciente e propor o melhor tratamento. Se não for possível obter os espermatozoides, o casal pode optar, por exemplo, pelo sêmen de banco e se submeter a uma técnica de fertilização in vitro (FIV).

0 Comentários

Os comentários estão fechados.

Última postagem do blog

Assine Nossa Newsletter

E receba gratuitamente conteúdos exclusivos diretamente em seu e-mail!

Agende sua consulta online

Agendar agora

+55 (27) 3200-4818

+55 (27) 3299-0510

+55 (27) 98884-4818

@unifert

@clinica_unifert


Rua Dr. Freitas Lima, 100 – Centro de Vila Velha, Vila Velha – ES